Poupança VS Confinamento

Poupança vs confinamento o que mais se tem falado com a chegada do Coronavírus a Portugal e, a sua rápida propagação, provocaram mudanças a nível económico. Milhares de portugueses viram os seus rendimentos sofrer uma quebra enorme nos últimos tempos. Apesar de todas as medidas e apoios dados pelo governo, os mesmos não chegam a todos e por isso, é urgente adoptar outras medidas para fazer face a esta quebra de rendimentos.

Se está com dificuldades em gerir o orçamento familiar nesta fase, o ideal é rever os seus hábitos de consumo e perceber onde e como pode poupar nas suas faturas mensais. Afinal existem gastos que podem ser facilmente revistos e representando assim uma poupança que vai ajudá-lo a proteger-se dos efeitos financeiros da pandemia.

Hoje propomos algumas dicas de poupança vs confinamento que facilmente pode pôr em prática durante este confinamento, que parece não ter um fim à vista.

1. Compre apenas o essencial

Não é por estar em casa e de ter que evitar ao máximo as deslocações à rua e, nomeadamente, ao supermercado que vai ter que comprar a dobrar ou triplicar ou até trazer o que não é necessário. Nesta fase, mais do que nunca, é importante fazer uma lista dos produtos que realmente precisa e lhe fazem falta, para na hora de ir às compras, trazer apenas e só, o essencial.

Se o seu orçamento mensal é já de si apertado, uma óptima sugestão é elaborar ementas semanais, de forma a comprar só mesmo o necessário para a elaboração dessas refeições.

2. Esteja atento às promoções

Se pretender comprar em mais quantidade para não ir às compras várias vezes no mês, é importante que perceba quais as quantidades que realmente vai precisar e elaborar uma lista. O próximo passo é ver se existem promoções dos produtos que necessita e onde, ou se pode adaptar para outro produto que está em promoção de outra marca da que habitualmente compra, por exemplo.

3. Evite compras por impulso

Estar fechado em casa provoca um desgaste psicológico na maioria das pessoas. Não ter uma atividade extra, um passatempo é um grande tédio. No entanto, vingar-se nas compras on-line por impulso é o pior que pode fazer, nesta fase em que o orçamento é mais reduzido. Diga não a comprar só por comprar. Planeie e reflita bem antes de concluir a compra.

4. Modere o consumo de água e energético

Estar em casa em teletrabalho com as crianças pode resultar num aumento das faturas da água e da electricidade.  Apesar de os consumos serem impossíveis de contornar pode adoptar outras medidas para fazer face a esta mudança. Assim, no que diz respeito aos consumos energéticos opte por ter apenas ligados os aparelhos que realmente precisa para trabalhar; evitar ter a TV ligada ou em stand-by; sempre que haja boa luz natural opte por desligar as luzes. Já no que diz respeito ao consumo de água deve evitar ao máximo o desperdício e reaproveitar sempre que possível.

Em suma, as possibilidades para poupar são diversas no entanto, exigem algum empenho de todos os membros da família para trazerem os resultados esperados. Por isso, se pretende diminuir os seus gastos, tente envolver todos para que juntos possam cumprir os objetivos de poupança.

Joana Esteves

Paixão pela internet e finanças pessoais . Autora de vários artigos no site Aprender a Poupar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

error: O conteúdo está protegido !!