Famílias sem emprego ou subsídios e o Governo não ajuda !

Que tristeza…

Portugal encontra-se cada vez mais num rumo em que eu pelo menos nunca esperei assistir. Ano após ano as medidas de austeridade tem aumentado e sem resultados , o emprego bateu novamente recordes com a agravante de grande parte serem jovens , os idosos com reformas cada vez menores e o custo de vida sempre a aumentar.. Onde vamos parar ?

É incrível como pessoas que andaram anos e anos a estudarem e estão a comandar um País , não se apercebem da pobreza extrema em que milhares de famílias se encontram neste momento em Portugal.

Compreendo perfeitamente que seja necessário medidas para recuperar dos vários anos onde os Governos desperdiçavam dinheiro disparatadamente, mas o que  não compreendo é que apesar da recessão da Europa em 2008/2009 , como é que um Governo (que lembro é composto por várias pessoas ), não detecte que as contas do País não são sustentáveis e que em caso de crise ( o que veio acontecer ) Europeia iria ser um completo desastre.

Será que a culpa é toda da crise ? Claro que não ! Um País não é uma micro empresa ou um negócio de esquina, tem várias pessoas que se pensa serem competentes para assegurarem o bom funcionamento do País em cada área correspondente ao seu cargo.

Por isso desculpar com a crise todos os males que nos está a acontecer é simplesmente não querer ver que sempre fomos mal governados , caso contrário não se teria no passado gasto Milhões e Milhões em obras inacabadas, parcerias desastrosas e negócios sem fundamento nenhum em que o Estado chegou-se à frente com dinheiro.

Os cofres do Governo estão pelo que se percebe há vários anos no limiar do sinal vermelho e NUNCA nenhum tomou sérias medidas para o emagrecimento da despesas e aumento das receitas de forma a consolidar a estabilidade de um País.

Muito pelo contrário.. não só nada foi feito do que deveria ter sido, como praticamente todos os últimos Governos adoptaram uma postura semelhante que só se altera em alguns pontos, todos eles deram prioridade a investimentos que de nada trouxe ao País e que provavelmente só serviu para o favor de alguém ou quicá para deixar uma porta aberta em alguma empresa para que um dia mais tarde ao sair do Governo tenha à sua espera um bom tacho.

 

Famílias sem emprego e sem subsídios

São milhares de famílias que nesta altura estão sem emprego e sem qualquer apoio do Estado. Todos os dias vejo notícias semelhantes de casos que por vezes divulgam, mas já pensou a sério o que seria de de um momento para o outro a sua família ficasse sem qualquer rendimento ? Provavelmente não , até porque só de pensar já dá arrepios de tão horrível que deve ser estar nesta situação.

O Estado tem a obrigação de apoiar estas pessoas e por muito que custe dinheiro ao cofres é dever de ajudar qualquer pessoas que não tenha meios para ter comida na mesa e um tecto para viver.

Estas pessoas que de um dia para o outro ficaram sem nada também comem , dormem, têm filhos e como todos nós pais querem pelo menos dar o mínimo de conforto ao seus filhos. Não existe nada pior do que ver um filho com fome e estar na impotência de não poder fazer nada.

Tem aumentado os roubos ? Não me espanta nada e em grande parte dos casos nos últimos meses temos assistido a pessoas de classe média que estão endividadas e que perderem os seus empregos a assaltarem bancos para terem dinheiro.

Isto é normal ? Claro que não , e atenção que não estou a defender que seja a via da solução as pessoas optarem por assaltar seja o que for, mas salientei esse ponto porque mostra para quem está atento aos graves problemas que existem e o desespero em que muitas famílias estão.

 

De que vale os objectivos com pessoas a passar fome?

Muitas vezes dou por mim a olhar para certas entrevistas de membros do actual Governo onde a mensagem que teimavam em passar é que os acordos tinham que ser respeitados e cumpridos independentemente das consequências para o povo .

Pergunto a mim mesmo do que vale se o menino bonito da Europa que cumpre com as tarefas todas e é bem obediente se o seu povo está a passar por dificuldades nunca vistas ?

 

Será que isto algum dia MUDA ?

Eu espero que sim, mas sinceramente eu não sou pessoa de acreditar que um dia mais tarde sentem-se no poder pessoas totalmente competentes e capazes para um cargo de extrema responsabilidade.

Para governar um País não é só necessário ter determinado estudos, mas principalmente bom sendo para ser tomadas as decisões certas e ser sério para não tomar decisões em seu proveito ou para favores de alguém.

Para mim um Governo de pouco vale , são pessoas que muito pouco fazem realmente em benefício do povo e quem toma grande parte das decisões são as maiores empresas em Portugal e o sector financeiro.

 

Criem emprego POR FAVOR !

É necessário agilizar todos os processos para criação de empresas e micro negócios e principalmente a start-ups terem outro tipo de carga fiscal ( o ideal seria todas terem menos carga fiscal)de modo a mais pessoas criem o seu próprio emprego e poderem também criarem mais postos de trabalho derivado aos seus negócios.

Quase todos os sectores sofreram um forte abanão nos últimos 3 anos , com milhares de empresas a fecharem resultados do fraco poder de compra em Portugal ( porque falta de emprego e aumento do custo de vida ) e porque a carga fiscal dá a machadada final nas contas de qualquer empresa.

Com isto as poucas que ainda não fecharam fazem como o Governo está a fazer, cortam na despesas o que significa criar mais desemprego e mais despesa para o Estado em subsídios.

É impensável que agora queiram implementar ( aos funcionários públicos ) a opção de rescindirem os seus contratos mas sem direito a subsídio de desemprego … Pergunto eu , mas as pessoas vão viver do quê ? Da indemnização? Nos dias de hoje há pessoas formadas a procurar trabalho há um, dois, três anos ( e alguns até mais ) ..  portanto será que é com alguns milhares de euros que uma família se sustenta durante vários anos ?

Apesar de compreender que a despesa do Estado tem que ser reduzida não concordo com medidas destas que vão afectar milhares de pessoas. Se vão despedir têm que ter todos os seus direitos… é o mínimo !

a)É necessário aliviar a carga fiscal para as empresas

b)Criar linhas de créditos para empresas MAS … perceber para que querem o dinheiro e certificarem que é mesmo necessário. Isto porque algumas empresas têm sempre prioridade e enquanto para algumas ter financiamento significa consolidar as suas contas ou criar postos de trabalho, outras aproveitam-se para usos não prioritários.

c) Ainda hoje vi nas notícias que no Brasil todas as pessoas que deitarem lixo para o chão ( incluindo dejectos dos animais ) vão ser multados e caso não paguem a multa ficam com o registo “sujo”. Em Portugal existe lei semelhante mas não é aplicada. Imagina os milhares ou milhões que o Estado não ganhava se a lei fosse realmente aplicada ? Se formos a avaliar pelos dejectos dos animeis que os donos deixam na rua podemos dizer que seria MILHÕES e muito provavelmente poderia ser criado postos de trabalho para agentes especializados para estas funções.

d) Obrigar as entidades bancárias a terem consciência social e adoptarem medidas para ir de acordo com as dificuldades dos seus clientes , principalmente a nível de incumprimento do crédito habitação.

e) Ser prioridade ajudar as pessoas que estão sem nenhum rendimento e darem apoio social, é um direito de qualquer cidadão .

E muitas outras coisas que na minha opinião poderiam ser feitas e que no final de contas parecem não ser assim tão difícil de as colocar em prática.

Enquanto os Governantes ( antigos, actuais e futuros ) só governarem a pensarem nas grandes empresas e nos ganhos que os próprios vão ter pela sua posição isto nunca mais vai a nenhum lado.

Agora que o buraco nos cofres está mais que fundo é preciso saber tomar medidas inteligentes sem que afecte o desenvolvimento e crescimento da economia. De nada vale aumentar por exemplo a carga fiscal das empresas se nºao existir nenhuma para pagar… Os aumentos consideráveis não são a solução !

 

Será assim tão difícil atrair investimento estrangeiro ?

É algo que muitas vezes penso e duvido seriamente que quando são efectuadas viagens na busca de investidores estrangeiros para aplicarem os seus negócios em Portugal as coisas estejam a ser feitas como deve ser.

Para Portugal é extremamente importante atrair investimento, nem que seja acordado com esses investidores impostos especiais , super atractivos !

Pode parecer injusto mas se pensar que é um acordo de longa duração mas não para sempre e que esses mesmo investidores que vão colocar cá as suas fábricas , as suas clínicas etc… vão criar emprego o que significa menos despesas para o estado ( pois não pagam subsídios de emprego etc.. ) e ainda ganham nas receitas sobre os vencimentos dos trabalhadores..

Por isso eu pergunto a mim mesmo se é assim tão difícil convencer os empresários a investirem em Portugal ? Se existe concorrência a nível de carga fiscal é “só” igualar ou ter melhores condições que outros Países que certamente começam a optar por investir cá.

E você que acha de toda a situação actual do nosso País ? Que medidas pensa serem as melhores para inverter esta situação crítica ?

 

Joana Esteves

Paixão pela internet e finanças pessoais . Autora de vários artigos no site Aprender a Poupar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: O conteúdo está protegido !!