Negócio próprio – Como abrir um café/snack bar ?

Criar negócio próprio

Nos dias de hoje com o desemprego a bater os níveis máximos , é comum existir cada vez mais pessoas a tentarem criar o seu próprio posto de trabalho , aproveitando inclusive os apoios existentes tal como o micro crédito ou aproveitando o subsídio de desemprego. Apesar dos apoios monetários , deve ter em atenção a vários factores que a médio prazo fazem a diferença para que o seu projecto corra conforme o desejado.

Apoios monetários

Micro Crédito 

O micro crédito é uma linha de financiamento ( máximo 15.000€ , mas pode variar) destinada a pessoas com impossibilidades de recorrer às linhas de créditos comuns, nomeadamente a pessoas que estão desempregadas ou em risco iminente de ficar. No micro crédito não são exigidas as garantias que outras linhas de crédito normais exigem, tendo somente que apresentar um fiador que se responsabilize por 20% do valor pedido.

Então quem pode recorrer ao micro crédito?

# Pessoas desempregadas, emprego instável, ou em risco de perder o emprego.

# Pessoas sem incidentes no Banco de Portugal , não poderá ter incidentes bancários como prestações em mora ou cheques devolvidos.

# Não ter acesso ao crédito por outras vias, isto é, se tiver possibilidades de recorrer à banca tradicional ( por exemplo ter garantias ) poderá ver recusado a sua candidatura ao micro crédito.

Onde posso apresentar a minha candidatura?

Banco Millennium bcp – Até € 25.000, por candidato, para a criação ou expansão do seu negócio, havendo dois tipos de empréstimo: individual ou em grupo. O prazo máximo é de 48 meses para montante até € 7.000 e de 60 meses para montantes superiores a € 7.000, saiba mais aqui

Associação Nacional de Direito ao Crédito – Esta associação tem como parceiros bancários o banco Millennium, BES e caixa Geral de Depósitos e disponibiliza até 15 mil euros, podendo esse valor ser ultrapassado em conjunto com outros apoios, saiba mais aqui

( brevemente iremos ter um artigo mais abrangente sobre o micro crédito )

Subsídio de desemprego

Se está desempregado e a usufruir do subsídio de desemprego , pode recorrer ao Programa de Apoio ao Empreendedorismo e à Criação do Próprio Emprego. Este programa é destinado para pessoas que queiram implementar o seu projecto , desde que o mesmo lhe vá criar um posto de trabalho a tempo inteiro. Resumidamente ao apresentar a sua candidatura e sendo bem sucedido, irá receber o total das suas prestações de subsídio de desemprego de uma só vez para investir no seu negócio. Saiba mais informações aqui

Factores importantes a ter em conta

Ter o seu negócio próprio pode parecer fácil , no entanto deve ter especial atenção em alguns aspectos na altura planear a abertura do seu café.

Contrato com o fornecedor de café : Antes de escolher o fornecedor de o café, tenha em atenção a qualidade do mesmo. De nada servirá ter uma marca mais barata de o café não presta, provavelmente não irá conquistar os clientes que pretende.       O mais indicado é reunir-se com 2 ou 4 marcas que tenha a certeza que são de qualidade e ouvir as propostas que lhe têm para oferecer. Apesar de algumas marcas oferecerem dinheiro para você ficar clientes deles, tem que ter a noção , que em contra-partida o mais certo é ter que ficar com um lote de café mais caro, tendo obrigatoriamente de ganhar uns bons quilos mensais e existindo um contrato, que em caso do negócio não lhe correr bem, o terá de cumprir à mesma com o seu fornecedor de café.

Assim sendo, é preferível não receber dinheiro nenhum, mas optar por um fornecimento de café sem estar nada contratualizado.O mais importante mesmo é o café ser bom , e a marca disponibilizar a máquina de café , máquina de lavar chávenas ( é obrigatório por lei ter esta máquina ) e o painel publicitário exterior .

Caso o estabelecimento já tenha máquina de café , então até pode recorrer aos armazenistas para comprar os seus lotes mais em conta, nunca esquecendo a qualidade!

Outros fornecedores: Quando se abre um negócio é normal os fornecedores começarem a aparecer quase todos os dias com várias ofertas , desde bebidas, tabaco, doces etc. Deve ter a lucidez para saber que não está a comprar mais do que aquilo que precisa, além do mais deve fazer um estudo dos preços e comparar com armazenistas da sua zona. Por exemplo a Makro tem produtos que vale a pena comprar derivado à sua qualidade e preços apelativos.

Alimentos: Se tiver alguns petiscos ou mesmo refeições no seu estabelecimento, tenha muita atenção onde compra os produtos alimentares! Existe muita escolha e algumas com preços muito baixos, mas não são de qualidade e certamente que um cliente experimentando uma vez e ficando insatisfeito, o mais certo é não  voltar !

Podemos dar como exemplos hamburgueres.Existe em muitos hipermercados e armazenistas certas marcas que vendem  caixas com dezenas de hamburgueres a um preço muito baixo, o que muitas vezes por impulso leva a pensar que poderá ser um bom negócio visto o lucro ser maior . No entanto e pode até fazer o teste provando uma, não tem comparação com uma hamburguere de carne verdadeira e fresca, e acredite que o cliente repara nisso, pois quer ser atendido e servido com o máximo profissionalismo e qualidade. Ofereça sempre produtos de qualidade e frescos, não opte por congelados nem marcas low cost , só lhe irá sair mais caro e pode aperceber-se disso tarde de mais.

Tabaco: Provavelmente irá querer vender tabaco no seu café e a nosso ver para minimizar o investimento inicial deve optar por o seu fornecedor colocar a máquina do tabaco no seu estabelecimento sem encargos para si ao invés de vender ao balcão e ter que lhe comprar aos volumes. Com isto irá reduzir significativamente as suas despesas semanais e apesar de ganhar menos comissão sobre as vendas do tabaco, mão terá que preocupar-se com separar dinheiro para comprar tabaco ou organizar as encomendas.

Os ganhos diferem, por exemplo quando compra ao seu  fornecedor tabaco ao volume para ser vendido por si , os ganhos variam entre 3% a 6%, enquanto se forem eles a colocarem a máquina com o tabaco deles, provavelmente irá ganhar entre 1% a 2% em vendas superiores a 1000 euros.

Muitos fornecedores para lhe colocarem a máquina do tabaco , verificam as instalações do café em termos de segurança. Se tiver bons alarmes e grades será uma mais valia, mas não tendo ou não achando eles que seja suficiente, podem lhe pedir um seguro de recheio de mercadoria onde terá que incluir o valor da máquina do tabaco e o seu recheio ( entre 7000 a 10.000 ) .

Legislação

Alvará

Como é natural deve assegurar que tem tudo em ordem para não ter consequências no futuro. Verifique se o estabelecimento tem alvará específico para o ramo em questão e peça o averbamento do mesmo para o seu nome indo a uma loja do cidadão . Caso não exista alvará sanitário tem que requer um , e a nível de custos e burocracia é muito diferente do que se optar por um estabelecimento onde já exista um alvará.

Antes de pedir  o averbamento do alvará , deverá já ter consigo a abertura de actividade do qual deve solicitar junto às finanças.

Normas

Só pode utilizar produtos de limpeza que sejam certificados para o ramo da hotelaria e deve ter o mapa de higiene e segurança fixo numa parede visível do estabelecimento . Não se esqueça também de ter o livro de reclamações que deve pedir pelo site da Casa da Moeda ou numa loja do cidadão e o horário do estabelecimento devidamente assinado pelas entidades competentes da sua zona. Em caso de incumprimento de algumas destas situações estará sujeito a coimas elevadas por parte da ASAE.

Não se esqueça também de colocar o autocolante para não fumadores, proibição de entrada de animais, proibição de bebidas a menores de 18 anos e outros , verificar se tens os extintores adequados e dentro do prazo de validade .

Outros aspectos a ter em conta

# Antes de finalizar o contrato, seja ele de aluguer, trespasse ou compra, deve analisar bem a visibilidade do estabelecimento e o movimento ao seu redor. É importante fazer negócio de preferência de um negócio que não esteja de momento fechado , porque normalmente são casas já um pouco “queimadas” e que demoram mais tempo a recuperar. É igualmente importante ter movimento e visibilidade , porque se for num local isolado as hipóteses de sucesso seram menores.

# Discuta sempre os valores em causa entes de finalizar negócio ! Menos 50 ou 100 euros numa renda ao final de um ano significa muito e caso o proprietário não esteja disponível para tal, tente no mínimo renegociar a renda de forma a que nos meses iniciais seja mais acessível de forma a ter em conta o investimento inicial. Não perde nada em tentar e nos dias de hoje existe mais oferta que em anos anteriores derivado à crise .

# Não se esqueça de falar com o seu contabilista, além de ser obrigatório ter um, é sempre bom ouvir a opinião de um profissional de forma a organizar a sua contabilidade.

# Atenção às novas máquinas de facturação impostas pela nova legislação, não esquecendo que não é propriamente obrigatório a compra de um novo equipamento ( caso este não exista ) podendo optar ( caso o valor de facturação assim o permita ) por livro de facturas manuais .

# Verifique muito bem o estado de conservação dos equipamentos antes de finalizar contrato de modo ao senhorio mandar consertar tudo antes de você iniciar actividade.

# Se está a pensar ter jogos da Santa Casa, deve ter em atenção que só aceitam candidaturas quando abrem vagas para tal, o que é raro.

# Estude a concorrência à sua volta, porque não ir tomar um café e ver os preços que tipo de produtos servem e preços que praticam?

# Não se esqueça de publicitar a nova gerência e dia de abertura nas zonas próximas, opte por utilizar as redes sociais e panfletos .

# Se vai colocar publicidade exterior ou esplanada, tem que ter licença para tal e deve requerer a mesmo junto a uma loja do cidadão com a documentação necessária.

# Contacte com os fornecedores que deseja antecipadamente porque eles demoram a ir ao local antes de ser cliente. Por exemplo fornecedores de café, de bebidas de pressão entre outros. É importante um contacto inicial com alguma antecedência para não chegar ao dia de abertura e ainda estar à espera dos equipamentos/produtos.

# Se vai servir pastelaria variada, pesquise por panificadoras locais que façam a entrega no seu estabelecimento. Assim irá poupar tempo de manhã e custos de combustível ao ir buscar os bolos.

# Tenha sempre em atenção aos preços quando compra algo, seja em armazenistas ou fornecedores, porque grande parte dos preços apresentados são sem IVA.

Conclusão

Se acha que tem os conhecimentos necessários para abrir o seu próprio café, então acho que faz muito bem ir em frente. Sou a favor do empreendedorismo e da criação do nosso próprio posto de trabalho . Apesar de estarmos em tempos de crise , não se deve baixar os braços e devemos aplicar os nossos conhecimentos e experiência a nosso favor.

Desejamos que o nosso artigo o possa ajudar a desenvolver o seu plano de negócios e que tenha o maior sucesso possível !

Joana Esteves

Paixão pela internet e finanças pessoais . Autora de vários artigos no site Aprender a Poupar.

39 thoughts on “Negócio próprio – Como abrir um café/snack bar ?

  • at
    Permalink

    Quero agradecer imenso este artigo é simples, e de fácil compreensão e veio nos ajudar imenso.

    Convido-o(a)(s) para nos visitar a partir de Agosto em Alfama.
    Nome: Projecto Lx
    Local : Escolas Gerais nº 52

    ….espero que gostem e quando lá for a partir repito da data mencionada (agosto de 2013) diga que foi a pessoa do site “aprender a poupar”

    Convido desde já todos os Nacionais e Internacionais para provarem a petiscada e etc… , preços muito bons e aberto com dicas do : http://www.aprenderapoupar.com/negocio-proprio-como-abrir-um-cafe-snack-bar/

    vamos ter a famosa Francesinha e petiscos tradicionais portugueses, somo dois cozinheiros que trabalhamos sempre dentro e fora do país em restaurantes típicos Portugueses de nome e queremos muito que as pessoas gostem do espaço/ ambiente e claro da comida…como é uma zona de turismo teremos Hamburgues XXL e sempre pratos surpresa típicos e genuínos Portugueses….

    Obrigado

    Reply
  • at
    Permalink

    Apos ler o vosso artigo, que achei fantastico pela forma certeira, objetiva e muito percetivel de explicar as etapas e os cuidados a ter, na abertura de um negocio.

    Vou por isso considerar e ponderar melhor certos aspetos que sao abordados, e que tantas vezes, por parecerem simples, sao neglicenciados.

    Foi muito bom abrir esta pagina porque a forma como explica o conceito de abertura de negocio, descomplica certos aspetos que a partida parecem impossiveis.
    Quando tentamos obter informacoes via Diario da Republica e semelhantes, e de facto muito complicado entender os meandros burocraticos e legislativos que sao exigidos para abertura de um negocio, seja de que natureza for, em Portugal, a menos claro, que se seja advogado e que conheca todos os codigos legislativos e penais.

    Vejo diariamente estabelecimentos que nao cumprem com as principais normas exigidas, e penso que a culpa e em parte, a falta de esclarecimento e prestabilidade, em “quase” todas as reparticoes publicas deste pais. Existe muito o “empurra” para o colega da seccao do lado, e da informacao oposta… e isto dura ate cansarmos e desistir!

    Vejo nos vossos artigos, uma forma de ajudar as pessoas a serem mais esclarecidos, usando uma explicacao simples e direta, que no meu entender, sao ingredientes essenciais para o progresso de uma nacao e pais.

    Obrigada

    Reply
    • at
      Permalink

      Olá Cristina,
      É sempre bem vindo um elogio, agradecemos o voto de confiança e de consideração por o site.
      Obrigado

      Reply
  • at
    Permalink

    Bom post sem dúvida. Está muito bem escrito e não faltou praticamente nada.

    Mas já agora, tentem lá dar-me umas dicas animadas que isto por estes lados anda complicado. Por exemplo, tenho um Café/Pastelaria, com um bom espaço dentro de uma zona urbana. Sobrevivo porque os clientes são fixos, mas o pessoal só adere a cerveja e café e os míudos a gomas, gelados e pastilhas.

    Tento comprar algo novo, nunca aderem, faço cachorros, sandes, etc. Nada ..
    É que até os salgados e os bolos da montra muitas vezes ficam lá dias inteiros que ninguém lhes toca.
    Queria renovar, colocar gente nova ali no café, sei lá.
    Porque o financeiramente está a ficar um bocado ruim.

    Preciso de inovar, mas não sei como, se os clientes são fixos e pouco aderem a não ser aos produtos alistados em cima, lol.

    Reply
    • at
      Permalink

      Olá João, agradecemos o elogio.
      Quanto às dicas, iremos investigar melhor e tentar arranjar ideias inovadoras, que poderão servir de exemplo, ou não, para um melhor ” rendimento ” ou funcionamento do estabelecimento em causa. Mas nem sempre funcionará, pois irá depender de muitas variáveis, desde a localização e ao espaço em si . Obrigado

      Reply
        • at
          Permalink

          Olá João,
          Não me esqueci de si e como tal aqui tem, algumas ideias que achei que poderá futuramente ajudar no seu sucesso.
          – artigo “aqui
          Obrigado

          Reply
  • at
    Permalink

    Olá Joana!
    Muito obrigada pelo artigo, muito interessante. Contudo, queria colocar uma questão relativa a comercialização de bolos caseiros. É que já vi muita informação, com muitas indicações contrarias e estou perdida. Li que as obrigações / restrições legais que podem existir não se aplicam aos artesãs que produzem em pequenas quantidades, mas isto continua muito confuso. Agradeço os seus esclarecimentos, caso tenha alguma informação relativa a pastelaria caseira ocasional. Mais um obrigada!

    Reply
    • at
      Permalink

      Olá Sylvie,
      como não foi muito especifica no que pretende ao certo no seu caso, pois existem muitas variáveis no processo de comercialização caseira ( e penso que seja a duvida de muitas pessoas), irei publicar em breve um artigo sobre as legislações, restrições, etc, que poderão existir para casos de comercialização caseira, sendo elas sazonais ou não.
      obrigado

      Reply
  • at
    Permalink

    Olá a todos, como prometido o artigo foi publicado, espero que ajude na medida do possível a quem precisa e boa sorte nos vossos projectos futuros.
    “artigo aqui”
    Obrigada

    Reply
  • Pingback: Dicas para aumentar o número de clientes no seu café

  • at
    Permalink

    Muito Obrigada Joana!!vou abrir dia 1 de Novembro um snack-bar (com petiscos)e andava um pouco assustada pela má informação que me passavam…mas mesmo assim poderia elucidar-me sobre os seguros obrigatórios a ter em conta ?

    Reply
  • at
    Permalink

    Obrigado pelo esclarecimento … estou a pensar em abrir café e petiscos .tem o equipamento todo …a minha duvida é em termos legais .possilvemente terei de me colectar nas finaças..etc…

    Reply
  • at
    Permalink

    Excelente artigo, muito útil. Obrigado pela ajuda.

    Reply
  • at
    Permalink

    Olá, será que poderia dar alguma dica relativamente ao stock inicial, de bebdidas, café, etc que se deve adquirir para este tipo de negócio?
    Obrigado desde já pela atenção que me possa dispensar. E obrigado por nos colocar à disposição informação tão útil apresentada de forma simples e clara!

    Reply
  • at
    Permalink

    Este artigo nao foi nada mais, nem nada menos que a luz ao fundo do tunel. Estou lhe muito agradecido, que Deus abencoe.

    Reply
  • at
    Permalink

    Olá,agradeco as vossas dicas,são mt importantes,vou abrir um bloco com snack mini restaurante e no 1 andar lounge,mas preciso das marcas para me segurar,será bom investimento trabalhar com marcas?e quais?
    Obrigado
    miguel

    Reply
  • at
    Permalink

    Boa Tarde,
    Bem pelo que li por aqui há que ter muita coisa em conta ao abrir uma “Café”, bom eu daqui a três meses vou ficar desempregada, apesar de agora ser funcionaria publica já trabalhei em vários cafés e restaurantes, tenho experiencia na organização do dia a dia agora do negocio em si não.
    Estou a pensar em ter um negocio meu, e aqui perto de minha casa há um café para trespasse , tem muita clientela é “bem falado” e “bem frequentado” no entanto tenho imensas duvidas, vou precisar de pedir empréstimo (microcrédito) , e queria saber mais coisas sobre receber “adiantado” o subsidio de desemprego! No fundo preciso de uma lista de passos que tenho que dar! Se poder ajudar… Muito Obrigada

    Reply
  • at
    Permalink

    ola
    boa tarde gostava de abrir uma pequena fabrica de fazer bolos e salgados para vender para pastelarias mas nao sei o que necessito em termos da legislação e se necessito de um curso com carteira profissional aguardo resposta pois necessito urgente de comecar a trabalhar
    obrigadk

    Reply
  • at
    Permalink

    Boa noite,

    Estou com problemas financeiros graves. Preciso de um investidor particular para retomar a minha vida ou algo para fazer via internet para conseguir ganhar algum dinheiro sem gastos. Será que me pode ajudar?

    Obrigada

    Reply
  • at
    Permalink

    De um dia para outro, deparei-me com uma oportunidade única, mas muito em cima do joelho, pouca ou nenhuma experiência tenho na área…estava fascinado com a oportunidade,mas perdido de todo sem saber por onde começar, embrenhei-me na net, e foi aí que descobri ESTE ARTIGO FANTÁSTICO, SIMPLES, CLARO, ELUCIDATIVO, COM UMA ORGANIZAÇÃO BEM ESTRUTURADA DE INFORMAÇÃO E CONSELHOS postada por si JOANA ESTEVES.

    Os meus sinceros agradecimento
    Denilson Santos

    Reply
  • at
    Permalink

    Gostei do artigo, de fácil leitura e esclarecedor. Parabéns!

    Reply
  • at
    Permalink

    Quero agradecer muito a quem criou esta pagina pois quero abrir estabelecimento e estava um pouco no escuro e aqui tirei todas as minhas duvidas

    Reply
  • at
    Permalink

    Olá Joana, como está?

    Eu gostaria de abrir um café mas estou muito perdida em relação a todos estes procedimentos, mesmo com os seus artigos que ajudam imenso. A minha questão é: existe alguém cujo emprego seja acompanhar pessoas que queiram abrir um negócio, dando indicações de maneira a que não falhe rigorosamente nada? Volto a Portugal em Março e gostaria de iniciar todo este processo ainda antes dessa altura. Peço-lhe que me ajude pois é mesmo muito importante para mim. Muito obrigada.

    Reply
  • at
    Permalink

    Boa noite,

    vou abrir um pequeno café onde posso saber se necessito projeto contra incêndios, ou bastam apenas os meios de 1ª Intervenção?

    Reply
  • at
    Permalink

    Boa noite achei este forum muito esclareçedor e ajudou bastante, a minha irma vai abrir um cafe mas nao encontro algo sobre um fornecedor de tabaco, gostaria de saber algo sobre por um maquina com pouco tabaco e preços. Se alguem souber algo agradecia cumprimentos

    Reply
  • at
    Permalink

    Olá gostava de abrir mas tou sem dinheiro como faço?

    Reply
  • at
    Permalink

    boa tarde ao ler o artigo ate é facil mas como abrir um negocio sem dinheiro e sem financiamento

    Reply
  • at
    Permalink

    Desde já quero agradecer o seu post, é de facto uma ajuda. Eu já tenho um nome que pretendo para a minha pastelaria, como é que sei se posso ou não colocar esse nome e como posso regista-lo?

    Reply
  • at
    Permalink

    Eu estava a pensar em abrir um minimercados com cafetaria qual o licenciamento devo tirar …. alguém me pode ajudar ?

    Reply
  • at
    Permalink

    ola quanto se paga para dar inicio de atividade alguem sabe?

    Reply
  • at
    Permalink

    Olá queria saber se saber se um ponto de venda podem fechar para férias ou descansar ao domingo

    Reply
  • at
    Permalink

    A big thank you for your article. Really thank you! Cool.

    Reply
  • at
    Permalink

    boa tarde, gostaria de contato de marca de cafe boa que oferecam mesas e cadeiras e a maquina de cafe para quem fizer contrato de fidelidade com eles.

    Reply
  • at
    Permalink

    Boa noite,
    Antes de mais quero elogjar o excelente artugo que me deu umas luzes sobre um negócio que quero abrir.
    Mas ainda fiquei com umas duvidas:
    Quero abrir uma mini pastelaria/cafetaria caseira. Os produtos de pastelaria necessitam de ser feitos em equipamentos especificos? Ou bastará apenas um fogão com foeno? E outros equipamentos básicos?
    Os produtos serão consumidos no local e todos os espaços que visitei não estão equipados nem mobilados.
    Já agoda, é obrigatório existir wc em espaço a abrir, existente dentro de um centro comercial ou zona de mercado? Os espaços que visitei encontram-se nesses locais.

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

error: O conteúdo está protegido !!