Poupar dinheiro no Natal

Como todos nós sabemos o Natal é a época do ano em que as pessoas mais gastam o seu dinheiro: nos dias que antecedem o 25 de Dezembro, e no próprio 25 de Dezembro, vive-se numa correria constante até às lojas e aos grandes centros comerciais para se comprar as prendas para a família, para os amigos e às vezes também para os conhecidos.

Também não nos podemos esquecer do dinheiro que gastamos em comida quer ser para a consoada, quer seja para o dia de Natal. A questão impõe-se: será possível poupar nesta época de tanto gasto e azafama? A resposta é sim. De seguida deixo-lhe algumas dicas de como pode fazê-lo.

Umas das soluções será criar um mealheiro apenas para esta ocasião específica. Como fazê-lo? Faça uma estimativa do dinheiro que tem a gastar em cada Natal e divida esse valor por 12: é esse o dinheiro que tem de pôr de parte todos os meses até ao final do ano. Ao fazer um orçamento vai ver que assim, quando chegar à altura, sentir-se-á mais descansado (a).

Outra solução será fazer as suas compras o mais cedo possível. Porquê? Porque quanto mais cedo começar a comprar as prendas de Natal, mais tempo terá para procurar o presente ideal, para comparar preços o que acabará por ficar muito mais em conta.

Outra dica será aproveitar os saldos de Inverno e de Verão para adquirir prendas natalícias. São muitas as ideias para aproveitar: livros, perfumes, bijutaria, acessórios e a preços mais baixos.

Outra dica é optar por um Natal menos consumista, ou seja, deixando de parte aquelas prendas mais caras, substituindo-as por lembranças dadas com igual carinho mas com o mesmo valor sentimental. Uma hipótese será por a funcionar a nossa imaginação e criarmos os nossos próprios presentes. O pior é explicar isto às crianças que pedem sempre coisas intermináveis ao “pai natal” e se não as têm ficam tristes ou então fazem birras também elas intermináveis. O melhor mesmo será incutir-lhes desde cedo alguma educação no que às prendas de Natal diz respeito, dizendo que eles não podem ter tudo aquilo que querem que, infelizmente, existem meninos que chegam a esta época e não têm nada para comer e não têm presentes.

Com tantas festas e convívios a marcar esta quadra, a alimentação acaba por ser uma das áreas em que se gasta mais dinheiro: reduza essa despesa ao comprar ingredientes com antecedência, elaborando menus mais simples e igualmente saborosos ou pedindo que cada convidado traga algo para a festa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.