Pequenos gestores a gerir o seu dinheiro

De pequenino é que se torce o pepino” e o provérbio aplica-se aqui muito bem. Mesadas, semanadas ou pequenos mealheiros são algumas das iniciativas que os pais poderão ajudar os filhos a compreender melhor esta aprendizagem gestora.

Dar-mesada-ao-filho

Ensinar as crianças a gerir o seu próprio dinheiro, hoje em dia, é cada vez mais importante. Explique-lhes os diferentes valores entre cada moeda, ensine-lhes a contar e trocar umas por outras. Assim que vir que o seu filho/a já “domina “ a fase das trocas e maltrocas entre moedas, passe, então para as notas.

Tente ser o mais coerente possível com o seu ensinamento, pois as crianças tendem a captar todos os pormenores, menos insignificantes possíveis. Aproveite a ida ao supermercado e explique a diferença entre o caro e o barato. Evite ao máximo, compras impulsivas, especialmente à frente dos seus filhos.

Momento ideal para começar com uma semanada, será de entrada para a escola, que será onde irão aprender a gerir o seu próprio dinheiro. Tente entregar sempre no mesmo dia da semana e em pequenas quantias, para cobrir despesas previamente definidas. Quando vir que o seu filho/a consegue gerir o seu próprio dinheiro de maneira autónoma, passe para mesada e/ou, mesmo, aumente ligeiramente a quantia ( como prémio de bom comportamento).

dinheiro

Ajude sempre o seu filho/a a gerir o dinheiro que recebem, mostrando-se sempre disponível para tal quando necessário. Ensine os seus filhos a viverem abaixo do rendimento actual.

Mostre-lhes como é essencial fazer uma poupança ( pé de meia ) para eventuais precaussos futuros, como quando um carro se avaria, a máquina da roupa se avaria, férias, ou mesmo para uma reforma, não deixando de parte um possível problema de saúde que convém estar sempre preparado para tal.

Quanto mais cedo começar a falar com eles, melhor!

Ofereça um mealheiro, onde possam depositar algumas sobras da semanada, mesada, ou mesmo de familiares que ofereçam quando faz anos, por exemplo. Quando este tiver cheio, leve-o a um banco e explique-lhe  ( de uma forma simples ) o que irá acontecer ao seu dinheiro, se tiver dificuldades a explicar, peça ajuda ao seu gestor de conta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *