Investir em obrigações

O que é obrigações ?

Obrigações são títulos de dívidas que podem ser comprados por particulares ou empresas. Estes títulos representam dinheiro que o comprador empresta a quem oferece as obrigações em troca de ganhar juros no prazo acordado. Imagine que uma empresa lança obrigações no mercado com juro de 6% do qual hipoteticamente você quer investir 5000 euros . Ao comprar 5000 euros em obrigações está na realidade a emprestar dinheiro a essa empresa, e a cobrar juros pelo empréstimo.

 

Como funciona a compra das obrigações?

Existe duas fases quando é emitido as obrigações. Uma é o chamado mercado primário onde para o público em geral a compra de obrigações é restrita, estando só disponível para investidores com mais peso no mercado , mas é principalmente direccionada para fundos de investimento e de pensões. A segunda fase é o mercado secundário onde é mais abrangente e é possível a venda e compra de obrigações pela bolsa. Como tal pode-se ganhar muito dinheiro com isto mas também perder se não souber bem o que está a fazer.

 

Como ganho dinheiro com as  obrigações ?

Reembolso

Esperar pelo final do prazo e ter o reembolso do dinheiro que investiu ( que comprou as obrigações ) . Recebe o dinheiro e respectivos juros inicialmente estipulados .

Vender na bolsa

Se as obrigações estiverem cotadas pode negociar as mesmas na bolsa. Estamos a falar principalmente de obrigações com taxa variável onde é mais provável os ganhos mediante a variação do indexante.No entanto com uma taxa fixa também é possível a venda , principalmente se as taxas de juro no mercado baixam. Imagine que comprou as obrigações a 5% o juro , mas o juro no mercado mercado está mais baixo. Então significa que vai existir bastante procura por parte dos investidores de terem as obrigações com juros mais elevados de retorno. No entanto ao acontecer o inverso ( as taxas de juro subirem ) a procura será muito inferior.

 

Além do custo da compra existe outras despesas?

Sim, existe. No mercado primário a compra de obrigações obriga a um pagamento de comissão relacionado à subscrição das obrigações e no mercado secundário  a negociar na bolsa paga uma taxa cobrada pela Euronext Lisboa e comissão ao intermediário na venda.

No final do prazo quando se der o reembolso , a instituição onde as obrigações tiverem depositadas cobram uma percentagem pelos juros que receber assim como também cobra por guarda dos títulos.

Deve também ler com especial atenção toda a documentação para saber se tem custos de despesas de expediente e portes.A nível de impostos deverá ter em atenção que existe uma taxa de retenção de 28% . Sendo uma taxa livre não é obrigado a incluir no esse rendimento ao fisco.

 

Quem são os intermediários na bolsa ?

Os intermediários a qual tem que pagar a comissão acima referida pode ser o banco ou uma correctora.

 

Como eles calculam o valor das obrigações ( bolsa) ?

Depende de vários factores, nomeadamente a estabilidade da empresa porque pode ocorrer incumprimento por parte da mesma. Da taxa de cupão e da oferta de obrigações semelhantes que estejam no mercado.

Deve ter-se em conta que:
  • O valor das obrigações baixam caso os juros do mercado subam
  • uma subida da remuneração de obrigações com idêntico nível de risco, baixa os valores das obrigações que foram objeto de investimento
  • Caso o emitente esteja a sofrer de instabilidade financeira o valor das obrigações baixam, com medo de incumprimento

 

Termos a saber

Cupão ( taxa juro de cupão )  – Nos dias de hoje já não é necessário exibir o cupão porque está tudo informatizado , mas antigamente para receber os juros teria que entregar os cupões que eram dados referentes às obrigações.

Período de juros – Significa quando vai receber os seus juros ( 12 meses,6 ou 3 )

Maturidade: Quando as obrigações atingem o prazo de maturidade significa que a obrigação é extinta ( acabou o prazo )

Rateio: É a forma de repartir as obrigações e por isso muitos investidores mais experientes sabem que têm que ser o mais rápidos possíveis a comprar porque pode acontecer existir mais procura que oferta e saírem penalizados com isso. Quanto mais depressa subscrever as obrigações,mas hipóteses terá de ficam com a quantidade que pretende.

 

Conclusão

A compra de obrigações pode ser um bom investimento, mas tem que ter muita atenção nas contas que faz, porque se comprar um número reduzido no final pode não compensar devido a todos os custos inerentes que tem com comissões. É elementar ler com especial atenção os termos e condições de forma a não ter surpresas desagradáveis no final.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *