Dívidas sobre fiadores

Quando se é fiador de alguém e os compromissos não são honrados, os credores para recuperarem o seu dinheiro podem avançar para a penhora dos bens do fiador mesmo antes de penhorarem os bens de quem está a usufruir do crédito ( normalmente não é assim ,mas acontece em vários casos)
Se receber uma acção de penhora peça a o benefício de excussão, que lhe dá o direito de propor a penhora de um bem do devedor ao invés dos seus. Mas caso o devedor não tenha bens para penhorar ai terá que acarretar com as consequências.

divida-fiadores

Se for fiador de alguém, principalmente em créditos habitação ou automóvel leia atentamente o contrato e caso esteja escrito que renuncia ao benefício de excussão, aconselho vivamente a não assinar esse contrato, porque se um dia mais tarde as prestações não forem pagas o credor pode penhorar os seus bens e rendimentos sem que você possa invocar o benefício de excussão.
O processo normal nestes casos é primeiro os credores avançarem para os bens e rendimentos do devedor, deixando o fiador de fora da situação, contudo assim que uma ou mais prestações não são cumpridas a entidade credora deve avisar o fiador.
Quando não há bens ou rendimentos penhoráveis por parte do devedor, será o fiador o responsável pelo pagamento dos valores em falta, podendo sempre pedir ao devedor o valor que usou para pagar as suas dívidas, mas caso ele não tenha nada provavelmente terá trabalho em vão.

Outras consequências para o fiador

Além do fiador ser responsável pelas dívidas do devedor, está a acontecer com muita frequência que ao ser obrigado a assumir a dívida do devedor tenham que pedir a insolvência, porque muitos destes fiadores têm as suas despesas fixas, inclusive créditos bancários contraídos, mas que ao assumirem novas dívidas ficam sem rendimento disponível para fazer face a todas as despesas.
É de salientar que ao existir incumprimento por parte do devedor e sendo chamada responsabilidades por parte do fiador o seu nome constará nos registos do Banco de Portugal na chamada “lista negra”.

Recomendação

Infelizmente sendo família ou amigos é aconselhável a não ser fiador de ninguém porque está a assumir totalmente a dívida em caso de incumprimento. Mesmo que sejam pessoas com empregos estáveis e de confiança, nunca se sabe o dia de amanhã, tal como a exemplo está a acontecer a milhares de famílias em Portugal que tinha vidas estáveis e de um momento para o outro ficaram desempregados ou com os seus rendimentos deteriorados, causando um forte impacto na sua vida financeira.
Mas se mesmo com estes avisos quiser ser fiador de alguém leia atentamente o contrato que vai assinar, principalmente a cláusula de renúncia prévia de benefício de excussão.
É importante também estar sempre atento a qualquer carta que receba a informar sobre incumprimento, pois é um alerta que as prestações não estão a ser cumpridas e como tal deve tirar satisfações imediatas para saber ao certo o que se passa e se necessário tomar logo medidas para minimizar as consequências para si.

Comments

  1. By Anabela Silva

    Responder

  2. By Luis Martins

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.