Como poupar ao comprar prendas

POUPAR DINHEIRO NOS PRESENTES

Comprar prendas é algo que temos sempre de fazer, quer seja pelo Natal, pela páscoa, na altura dos aniversários ou em dias especiais como o dia da mãe ou do pai.

Como evitar gastar imenso dinheiro nestas épocas?

Primeiro de tudo planear um orçamento, não ir simplesmente comprando. Um euro aqui outro ali, acumulam, formando contas enormes no final. Fazer um orçamento por pessoa e não ter medo de colocar valores como 5 euros ajuda muito e, além disso, prendas simbólicas podem ser especiais e igualmente importantes.

Como comprar as coisas certas?

Tomar nota quando alguém reclama de algo que tem falta ou que lhe poderia facilitar a vida, por exemplo uma bolsa para os cd’s do teu namorado ou marido para que estes não andem no carro soltos, uma bolsa para uma amiga que tem sempre a mala desarrumada. A regra aqui é comprar gastando dinheiro que temos a certeza que está a ser bem empregue.

Comprar tudo com antecedência

O melhor é comprar as prendas sempre e, no mínimo, com um mês de antecedência. Primeiro porque comprar com antecedência torna a compra mais relaxada e, muitas vezes, somos enganados ao pensar que podemos encontrar algo tão bom, bonito ou com o preço certo novamente uns meses depois.

Comprar nos saldos

Comprar nos saldos é uma óptima opção, há peças que simplesmente podem passar de estação para estação ou que nós sabemos que a pessoa vai fazer uso, muitas vezes joias, malas, cachecóis ou lenços baixam de preço e ficam incrivelmente baratos. Muitas vezes com apenas 1 euro é possível comprar colares ou pulseiras que antes custavam dez vezes mais. Lembrem-se a pessoa vai ver o artigo que oferecemos e não o preço que pagamos por ele. Em sites de descontos podem encontrar-se boas promoções e poupar um bom dinheiro.

Aposte nas prendas simbólicas e no DIY

Oferecer um álbum de fotografias já semipreenchido é barato e muita gente vai gostar, pintar uma tela, fazer um piquenique, há imensas prendas que na verdade não custam assim tanto dinheiro e são úteis ou vão ser grandemente apreciadas pelos outros.

DIY ( faça-você-mesmo) como tão comummente aparece na internet. Há imensos projetos que podem e são facilmente executados em casa, muitas vezes por um terço do preço, quer sejam coisas fáceis como uma base para as panelas, até coisas que precisam de mais trabalho como uma peça de mobília. É claro que aqui se gasta mais tempo a “produzir” a prenda, mas a verdade é: quantas pessoas podem dizer que têm um quadro, colar, mobília, decoração, feita por alguém?

Poupar nem sempre é sinónimo de cortar nas prendas e nos mimos para aqueles que gostamos, quer seja a comprar coisas mais baratas, fazer prendas em casa ou simplesmente cozinhar para os outros, poupar e ainda assim dar é possível.

Artigo escrito por: Dulcineia Dias

Dulcineia Dias é uma aluna de Ciências da Comunicação da Universidade do Algarve, sua terra. Desde cedo demonstrou interesses nas mais diversas áreas como por exemplo a: escrita, a fotografia, o design e a moda pelo que se procura manter informada acerca de todos estes temas. Comunicóloga nata, procura ao acabar o curso encontrar um trabalho na área das Relações Públicas. Atualmente trabalha como freelancer na área de produção de conteúdo para as mais diversas áreas.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.